Outubro rosa: Tire suas dúvidas sobre o câncer de mama

outubro_rosa
CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

A equipe Winker apoia este movimento e traz neste post 5 perguntas frequentes sobre o câncer de mama e suas respectivas respostas:

1. O que é o câncer de mama?

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve como consequência de alterações genéticas em células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal destas células tumorais, originárias tanto do ducto quanto das glândulas mamárias, gerando um nódulo que pode ser detectado pelo auto-exame das mamas ou por exames complementares.

2. O câncer de mama pode ser prevenido?

Parcialmente. Você pode prevenir o câncer mantendo um peso saudável (obesidade aumenta o risco), tendo uma dieta balanceada, fazendo atividade física, evitando o tabagismo e não ingerindo bebidas alcoólicas em excesso.
Além disso, para mulheres na menopausa e que desejarem fazer reposição hormonal, deverão fazê-lo sob orientação estrita de um médico.
Mas há também a predisposição genética, que pode apenas servir como sinalizador para um maior cuidado no monitoramento dos sintomas.
O acompanhamento médico é o melhor meio de prevenção.

3. Com qual idade devo iniciar o acompanhamento?

A partir dos 20 anos de idade deve ser iniciado o acompanhamento da mama via auto-exame das mamas (uma vez ao mês, no 7º ou 8º dias após o início da menstruação).

90% dos tumores são detectados pela própria paciente.

O acompanhamento médico compreende o exame clínico das mamas e exames complementares como a mamografia (que deve ser feita periodicamente após os 40 anos) e a ultrassonografia (usualmente realizada em pacientes mais jovens ou para complementação da mamografia). A ressonância nuclear magnética das mamas fica reservada para casos que exijam uma investigação mais detalhada. O ideal é consultar seu médico pelo menos uma vez ao ano.

4. Quais os sintomas do câncer de mama?

Geralmente o câncer de mama não apresenta sintomas no início. Quando torna-se palpável, apresenta-se como um caroço na mama. Também pode ser representado por áreas de abaulamentos, retrações ou manchas na pele da mama. O câncer de mama pode se manifestar também pela saída espontânea de líquido do bico da mama, geralmente sanguinolento ou cristalino e em apenas uma das mamas. Ao contrário do que muitos pensam, a dor mamária raramente está associada ao câncer de mama, estando mais comumente ligada a alterações hormonais ou emocionais.

5. Como se dá o tratamento do câncer de mama?

As formas de tratamento variam conforme o tipo e o estadiamento do câncer. Os mais indicados são: quimioterapia (uso de medicamentos para matar as células malignas), radioterapia (uso de radiação sobre a mama), hormonioterapia (medicação que bloqueia a ação dos hormônios femininos) e cirurgia, que pode incluir a remoção do tumor, de parte da mama ou mastectomia (retirada completa da mama).
O tratamento pode incluir a combinação de dois ou mais recursos terapêuticos.

Consultoria médica: Dr. Luiz Fernando Frassetto – Ginecologista e Obstetra – CRM/SC 11.673

CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *