O que fazer com o óleo de cozinha?

oleo-de-cozinha
CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

Você sabia que no Brasil são produzidos 9 bilhões de litros de óleos vegetais por ano? Desta quantidade, 1/3 corresponde ao “óleo de cozinha” que usamos em nosso dia-a-dia.


Problema do óleo de cozinha
E o que devemos fazer com todo esse óleo para evitar os impactos ambientais?

Algumas pessoas acreditam despejar o óleo no ralo da pia ou no vaso sanitário é uma boa forma de descarte, porém o problema é que o óleo não dilui na água e mesmo com o tratamento da água ele acaba terminando em rios ou no solo, poluindo o meio ambiente. Ainda, despejar óleo no encanamento residencial pode causar grande prejuízo com o entupimento das tubulações. Jogar o óleo de cozinha no lixo comum também não é indicado, pois não é feita a separação do óleo nesse tipo de coleta e ele acaba por ter o mesmo destino, poluindo a natureza. Isso tudo sem contar o prejuízo quando o ralo da pia e o vaso sanitário entopem.

Então o que devemos fazer?

Dadas as enormes possibilidades de reutilização do óleo, foram criados programas de reutilização deste material, não sendo difícil achar um ponto de coleta na cidade. O óleo usado deve ser guardado em recipientes como garrafas PET e levado até um ponto de coleta de óleo usado.

Sabão em pedra, detergente, massa de vidro, biodiesel e até mesmo fertilizante são exemplos do que pode ser feito com o óleo vegetal destinado de forma correta.

 

Você sabia?
A edição 2014 do Guinness Book, o livro dos recordes, apresenta oficialmente Florianópolis como a cidade que mais reciclou óleo de cozinha em um mês. O Programa ReÓleo atingiu a marca de 18.670 litros de resíduos de óleo recolhidos durante o mês de setembro de 2012.

 

Saiba mais sobre o óleo vegetal e veja onde descartar:
http://novociclo.com.br/oleo-de-cozinha/

Seu condomínio fez alguma ação interessante pelo meio ambiente? Compartilhe aqui com a comunidade Winker!

CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *