Horta comunitária traz economia, saúde e pode melhorar relacionamentos em condomínios

horta comuntária
CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

Já imaginou ter verduras, legumes e até frutas, na porta de casa, fresquinhos e praticamente de graça? Preparamos várias dicas (e até um passo a passo) para ajudá-lo a construir uma horta comunitária em seu condomínio.

O aumento dos preços, a falta de tempo e o interesse em melhorar a saúde já são motivos mais do que suficientes para ter uma horta dentro do condomínio, mas este projeto pode trazer muito mais benefícios!

Ter uma horta comunitária integra as pessoas, melhora o relacionamento e traz saúde para a mesa dos moradores.

Em países da Europa, é comum o cultivo de hortas comunitárias domésticas, em praças e áreas ociosas da cidade e a ação já chega existir em alguns condomínios de Salvador. Nestes projetos, é comum incluir pessoas de todas as idades, inclusive e especialmente crianças. Para os pequenos, a horta traz educação, convívio social e ajuda a construir consciência ecológica.

“Não é difícil fazer uma horta no condomínio”, explica a bióloga Kiara Bonfim. Para o plantio, o condomínio pode utilizar uma parte da área do jardim, orçando custos para nivelar e tratar o solo, criar sistemas de irrigação, entre outros materiais e serviços. Há também a opção de fazer o plantio em vasos ou floreiras, por não precisarem de um espaço físico tão amplo. “Dá para aproveitar até os pequenos espaços, desde que o solo seja preparado corretamente, com boa exposição à luz do sol e levando em conta a real necessidade de água da planta”, analisa a bióloga.

Para preparar o solo corretamente, é necessário utilizar argila expandida, areia grossa e, então, uma camada de composto de terra com húmus ou esterco de vaca. Kiara explica que é preciso analisar o tipo de planta que se quer cultivar na horta. Elas se dividem em dois tipos: as que precisam de profundidade (acima de 60cm) e as que não precisam.  Na primeira categoria, se enquadram ervas como alecrim, manjericão, louro, além de pimentas. Já as espécies que não precisam de tanta profundidade, se enquadram a cebolinha, a salsinha, o coentro, a manjerona e a hortelã, dentre outros.  Ainda há a opção de cultivar verduras, como alface e espinafre, rabanete, be­rinjela, abóbora e cenoura. “No primeiro caso, se for plantar em vasos, o melhor é não plantá-las no mesmo recipiente. Já no segundo, elas até permitem misturas em sua maioria, mas o ideal é que sejam plantadas aos pares”, finalizou.

Os cuidados do dia a dia são simples: molhar, tirar plantas daninhas e, claro, co­lher.

A manutenção da horta pode ser realizada pelo jardineiro contratado do condomínio, os próprios condôminos ou até por uma empresa especializada.

Como fazer no meu condomínio? 

Antes, a proposta da horta condominial deve ser aprovada em assembleia. De acordo com os artigos 1.341 e 1.342 do Código Civil, a implantação de uma horta no condomínio é caracterizada obra útil e, quando destinada para área não construída, é necessária a aprovação da maioria simples em assembleia. Porém, quando a obra para tal fim é direcionada para o espaço físico construído e exigir alterações, o quórum necessário para aprovação será de dois terços dos condôminos.

O site Morada da Floresta tem muitos materiais para quem se interessa em ter uma horta. Inclusive traz dicas para reaproveitamento do lixo orgânico para “alimentar” o cultivo.

Achei uma cartilha que ensina direitinho como criar uma horta, para que você tenha mais segurança no seu projeto. Aproveite!

Fontes: Revista Cadê o Síndico e Site Morada da Floresta.

CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

   3 comentários


  1. Lucia Helena Zilli
      7 de outubro de 2015

    Seria maravilhoso uma horta comunitária em nosso Condominio!

  2. Lucia Helena Zilli
      7 de outubro de 2015

    Um pomar no caminho para a praia junto ao deck daria bons frutos e sombra.

  3. Mariana Corrêa
      11 de janeiro de 2016

    Pessoal, vejam essa reportagem feita em um condomínio cliente Winker: http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/vida-e-saude/videos/t/edicoes/v/moradores-criam-horta-comunitaria-em-condominio/4445532/

    Lá foi um sucesso! O que falta para implantar a horta comunitária em seu condomínio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *