6 dicas para uma assembleia mais produtiva

assembleia
CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

O princípio de viver em condomínio é que a união faz a força. A assembleia é a melhor oportunidade de tomar decisões que vão melhorar ainda mais a vida de todos no condomínio.

Porém, neste momento ícone da nossa democracia, muitas vezes existem condôminos que “perdem a linha” e, em vez de atuarem positivamente nas discussões, acabam ofendendo seus vizinhos, funcionários do condomínio ou síndico. Na maioria dos casos são acusações ou insinuações que constrangem até mesmo que não está participando da discussão diretamente. Essas posturas são negativas para todos e ainda podem trazer processos por dano moral entre outros transtornos que podem ser evitados com alguns cuidados.

Ter a postura correta em assembleias evita muitos problemas como conflitos, desgastes e perda de tempo de todos os envolvidos.

Veja algumas dicas para construir uma participação mais positiva em assembleias (e tentar ajudar quem ainda se comporta mal):

  1. Informe-se sobre os temas da pauta previamente: Toda a assembleia de condomínio deve ter uma pauta, onde os temas são previamente divulgados para que os condôminos possam analisar os temas antes de estarem presentes na assembleia. Procure a administração para entender quais as análises que foram feitas sobre os temas para já ir fazendo suas reflexões, se possível anote suas perguntas ou posições para levar na assembleia. Se todos fizerem isso, as assembleias serão mais rápidas, pois focarão mais na votação das propostas do que entendimento dos argumentos.
  2. Atente-se à ordem da pauta: Ficar atravessando temas que não estão na pauta que está sendo discutido naquele momento é ruim para a organização das discussões. Mesmo que seja um tema planejado, é preciso aguardar a vez de tratar o tema na ordem da pauta para poder colocar suas ponderações. Isso mostra respeito aos demais vizinhos, bem como à organização do encontro.
  3. Peça a palavra: Para colocar seu ponto de vista, peça a palavra e jamais interrompa outro participante. Levante a mão até que o presidente da mesa perceba sua intenção em participar. Quando estiver falando, tente ser breve, mas caso seja interrompido, tenha calma em pedir para finalizar seu raciocínio. Não deixe que a falta de educação de outros tire seu equilíbrio emocional.
  4. Seja claro e pense sempre no coletivo: Tente ser claro e direto sobre suas opiniões, sempre pensando no benefício do coletivo, em vez do individual. Afinal, morar em condomínio é pensar e viver no coletivo, certo?
  5. Jamais faça críticas pessoais: Usar palavras de baixo calão é totalmente inadequado e afasta as pessoas que possuem boa intenção na resolução do problema. Ao fazer isso, além de estar ofendendo as pessoas e não direcionar a solução da questão, você corre sérios riscos de entrar em um processo por dano moral (qualquer acusação direta, seja contra morador, funcionário e contra síndicos, sem fundamento, pode ocorrer o famoso Dano Moral, pelas ofensas proferidas).
    No tribunal de Justiça do Distrito Federal, um condômino foi condenado a pagar R$ 6.000,00 (seis mil reais) em danos morais por ter chamado o síndico de retardado e fazendo insinuações sem provas quanto a sua administração.
  6. Respeite as decisões tomadas: Em democracia nem sempre a decisão do coletivo representa a sua opinião pessoal, porém, é preciso respeitar o que foi decidido. Se coletivamente a decisão for contra a sua vontade e o período de ponderações já tenha sido utilizado, você deve respeitar e acatar a decisão. Será muito difícil que todos concordem 100% com tudo o tempo todo.

Lembre-se que no final da assembleia todos voltam para seus lares e suas rotinas que incluem encontrar vizinhos, funcionários do condomínio e equipe de administração. Por isso, para viver bem, preservar é o relacionamento deve ser a prioridade nesses encontros de assembleia.

Luiz Cláudio da Rosa – OAB/SC 32.890
Especialista em assuntos jurídicos de condomínios
luiz.lcr@gmail.com

CompartilheTweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Facebook0Share on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *